Fan do mês: March de 2018

15.03.2018

Julio Alencar Ju

Nascimento: 27/10/1996
Localização: São Paulo - SP
Ano em que conheceu o System: 2009
Primeira música que ouviu: Shimmy
Integrante favorito (SOAD): Daron Malakian
Música favorita (SOAD): Marmalade
Álbum favorito (SOAD): System of a Down

Bandas favoritas: Black Sabbath, The Offspring, Dead Kennedys, Iron Maiden, Ska-P, Raul Seixas, AC/DC, Matanza, Green Day (sim, são muitas bandas e artistas, e de diversos estilos, rs)

Como conheceu o SOAD:
"Tudo começou quando eu fazia minha setlist personalizada no jogo Tony Hawks Pro Skater 4, na qual estava presente a musica Shimmy. Curtia muito essa musica, mesmo sem conhecer a banda ainda (nessa época eu não me interessava muito em me aprofundar em bandas). Por volta de 2009, conforme começava a aprender Língua Inglesa passei a me interessar mais pelo rock internacional, comecei a escutar as bandas que eu ouvia no Guitar Hero, em filmes, e aquela banda da música Shimmy. Esta ultima, o System of a Down, foi uma das que inicialmente me chamaram atenção, e com o passar do tempo, após escutar diversas musicas e performances ao vivo, tornou-se a minha favorita. "

Para Julio, o SOAD significa:
"O SOAD apareceu na minha vida numa época de mudanças na minha personalidade e caráter, um momento em que eu queria ser mais que a sombra de uma sociedade monótona, eu queria ser mais que "um outro tijolo no muro", ou seja, tudo que nós, verdadeiros amantes do rock desejamos ser. O estilo, o rítimo e as abordagens do quarteto armeno-estadunidense eu acredito que ilustrou minha transformação e muito me ajudou a gostar do que sou hoje. Suas músicas me trazem o conjunto de emoções que todos almejam sentir nos melhores momentos de suas vidas. Ir em um show deles sempre foi literalmente um sonho, foram várias e várias manhãs que eu pensei: "nossa, que show louco!... espere... foi apenas um sonho :/ ... mas foi legal" (kkk). Eis que esse sonho que se concretizou no Anhembi em setembro de 2015, e da melhor forma possível, na primeira fila da platéia, frente a frente com o Daron. Este foi um dia que eu quero para sempre em minha memória. Toda a chuva antes e durante, e o frio após o show apenas carimbaram nosso rótulo de SOADERs loucos apaixonados sofredores, dispostos a encarar qualquer coisa para conseguir ver sua banda. Concluindo, para mim o System of a Down representa um mix de paixão, euforia, sensibilidade, protesto e inovação."

Compartilhe