Daron Malakian ensina a escrever uma música de rock

Em 2009, a revista polonesa Gitarzysta Magazyn publicou um excelente artigo de Daron Malakian em sua edição de março (número 39), onde o guitarrista do SOAD revela sete passos para a criação de um hit de rock. A seguir, iremos compartilhar a matéria na íntegra para os músicos e amantes da música. Confira!


Daron Malakian ensina a escrever uma música de rock O gênio por trás dos sucessos das bandas System of a Down e Scars On Broadway nos contou sobre seus métodos confiáveis de escrever hits. Portanto, pegue sua guitarra e comece a compor!

Para a maioria de nós, Daron Malakian é o cérebro do System of a Down e um autêntico criador de riffs. Ele inventou os riffs mais loucos, rápidos e pesados que já foram criados. Seus riffs são tão bons, que parece que têm vida própria!

Depois que o System of a Down passou por um hiato, Malakian fez uma banda com John Dolmayan chamada ‘Scars on Broadway’. Concentrou-se em tons simples, melodias e solos climáticos. Nesta matéria, você poderá aprender os métodos de Malakian para escrever melodias cativantes. Aqui estão eles:


1. Descubra novos territórios e não tenha medo dos desafios.

Os melhores riffs são feitos quando deixamos a zona em que nós nos sentimos seguros. No System of a Down, eu fazia riffs em compassos ímpares, porque isso foi um grande desafio para mim. A verdade é que, eu não sou tão bom em matemática e não sei muito sobre o lado técnico da música. Eu fiz muitas melodias estranhas, que se expandiram de uma forma inesperada. Depois de algum tempo já não era mais difícil para mim. Quando começamos a gravar o álbum do Scars on Broadway, eu queria utilizar uma atmosfera adequada e uma boa melodia para cada música. Realmente, essa simplicidade foi difícil de se obter.

2. Não procure uma inspiração se não for necessário.

Permita que a música respire. Se você tentar forçar uma composição, ela não ficará boa. Em 99,9% do meu tempo eu não consigo fazer alguma coisa boa, mas tenho momentos em que pego a guitarra e faço melodias facilmente. Não tenho nenhuma influência nisso, e sem ao menos eu perceber, uma nova canção já está pronta. No álbum do Scars on Broadway, há algumas músicas que eu ainda não entendi direito. Eu apenas as escrevi. Bem, esse é o meu estilo.

3. Pense em toda a música.

Imagine toda a música se construindo em torno do riff que você escreveu. Na minha opinião, não há nenhuma receita de como se fazer uma música. O riff, a bateria, a voz e outros elementos vêm para mim ao mesmo tempo. Às vezes eu sei como será o teclado. Eu tenho tudo na minha cabeça. Eu nunca vou mostrar a música para os caras da banda até que ela esteja completa.

4. Esqueça os princípios!

Sua música tem que ter caráter. Não tenha medo de experimentar. Inventar coisas novas. Eu compus as músicas para o álbum do Scars usando apenas uma guitarra e um teclado. Eu não uso princípios. Eu faço coisas que eu gosto de fazer. Para mim um riff deve ter atmosfera. Não deve ser complicado. Por exemplo, veja o riff da música ‘Satisfaction’ dos Rolling Stones. Possui uma atmosfera, mas não é tão fácil. O mesmo é com o riff da faixa ‘They Say’ do Scars on Broadway, simples, com três ou quatros notas, mas perfeito. Não precisa de mais nada.

5. Não se repita.

Imagine sua música na rádio. Você gostaria? No System of a Down eu queria fazer todos os álbuns diferentes. Não queria me repetir. Eu procuro por uma música que quero ouvir na rádio. Eu não quero fazer outra ‘Aerials’.

6. Não faça solos se não for necessário.

Não faça solos apenas porque são o princípio de uma música de rock. Para mim, uma música é como uma criança. Se ela quer um solo, ela irá buscá-lo. Não crie um solo só porque você quer isto. Eu adoro solos e poderia usá-los o tempo todo, mas eles não precisam estar em todas as canções. Meu solos geralmente são improvisados. Gosto de fazer solos em que eu possa curtir. O solo louco da ‘They Say’, primeiro gravei no teclado. No fundo, eu apenas ouvi a Drum Machine (caixa de ritmos) e fui tocando no teclado.

7. Toque com a sua banda.

Você gostou do que escreveu? Ela irá soar melhor quando você tocar com sua banda. Normalmente escrevo canções na minha casa das 3 às 6 da manhã. É quando eu faço as melhores músicas. Gravei as demos do Scars on Broadway em casa, numa Drum Machine. Elas soavam como músicas eletrônicas. Diziam que as demos se pareciam com canções da banda Sisters of Mercy. Tinham características meio dark e gótico, mas quando eu tocava com a banda, tudo mudava. Assim você pode gravar demos em casa, mas lembre-se que quando você for tocar com sua banda, a música soará totalmente diferente.

Comentários (1)

  • Tiago

    Gosto muito do Daron, seu jeito introvertido, o próprio System tem um jeito introvertido que eu gosto mesmo !!
    Parabéns ao Daron pelo sucesso que ele alcançou !!