Serj Tankian elege os 10 álbuns que mudaram a sua vida

  Mau   Categorias: Serj Tankian (solo)

O frontman do System of a Down escolheu os registros que fizeram dele a grande força musical que é na atualidade. A lista vai de Depeche Mode à Slayer.

O primeiro álbum que comprei foi o…

Various Artists – Saturday Night Fever OST [Polydor, 1977]

Rick James, possivelmente ABBA, The Bee Gees ou Saturday Night Fever! Estava com 14 ou 15 anos e eu tinha uma assinatura com a Columbia House, onde você poderia obter seis registros de graça se você comprasse um por ano. Eu pedi cinco ou seis registros e aqueles foram os primeiros que comprei por conta própria.

Minha arte favorita em um álbum…

Earth, Wind & Fire – I Am [Columbia, 1979]

Earth, Wind & Fire tem este disco, penso eu, como um deus do sol. Foi tão incrível! Desde criança eu acho que é incrível! Eu sou um fã de sua música? Eu sou!

Um álbum que eu gostaria de ter feito foi o…

Ennico Morricone – The Good, The Bad And The Ugly OST [EMI, 1966]

É genial! Acho suas composições incríveis, porque elas são composições orquestrais feitas em um estilo muito clássico, mas também muito moderno e exclusivo. Ele usa jazz e rock elemental, e é extremamente memorável.

O álbum que quebra os limites da velocidade para mim é…

Metallica – …And Justice For All [Elektra, 1988]

Os arranjos das canções do Metallica são tão únicos. Eles realmente escrevem canções complexas e intensas, que são tão populares. Eles venderam milhões, e você pensa: ‘Estas são músicas muito complexas!’

O álbum mais subestimado da história é…

Miles Davis estava fazendo estas composições loucas na década de 80, e caiu no amor com a guitarra elétrica. Eu acho que é bastante surpreendente!

O álbum que eu quero ser lembrado é…

Serj Tankian – Orca [Reprise/Serjical Strike, 2013]

Orca é a minha primeira sinfonia! Eu o escolho porque é muito diferente. Harakiri é grandioso, e o Imperfect Harmonies também é! Eu prefiro não ser lembrado por um disco, e sim pelo alcance de que todos tiveram.

Ninguém vai acreditar que eu tenho uma cópia…

Depeche Mode – Greatest Hits [Amiga, 1987]

Nós começamos com ABBA, por isso é difícil, ha ha! O interessante é tentar ver a perspectiva de outras pessoas e olhar para o que elas ficariam admiradas. Eu não ouço qualquer rock e metal desde minha adolescência. Eu gostei de gótico e new wave nos anos 80 – Depeche Mode, Sisters Of Mercy, Bauhaus.

Se um garoto me perguntar ‘o que é metal’, eu lhe entrego uma cópia…

Slayer – Reign In Blood [Def Jam, 1986]

Eu iria de Slayer. Provavelmente Reign in Blood, porque eu acho que o significado histórico do Slayer como uma banda é muito interessante. Eles abriram muito para bandas de death e black metal.

O álbum que me lembra a escola…

Khatchadour Tankian – Inchbes Moranank [Serjical Strike, 2010]

É uma música que eu fiz em um dos álbuns do meu pai, um cover de uma música armênia. Só me lembro de tocar com ele quando eu era jovem. Na verdade, alguns anos atrás eu fiz o cover com ele novamente e lancei com o meu próprio selo musical.

E o álbum que se arriscou e venceu foi o…

Radiohead – Kid A [Capitol, 2000]

Os artistas não se arriscam o suficiente. Eu sempre digo: ‘Não somos cirurgiões, ninguém irá morrer em uma mesa de operação, então faça o que for!’ Radiohead se arriscou na passagem do ‘OK Computer’. Foi um grande passo para eles. Lembro-me de todos os meus amigos roqueiros que falavam: ‘Argh, eu não gosto disso!’, mas agora olhando para trás, você pode realmente enxergar que o Radiohead cresceu com esse álbum.

Nenhum comentário