System of a Down Ontronik Andy Khachaturian (ex-membro)

* Exclusividade Site of a Down

Ontronik "Andy" Khachaturian nasceu em Los Angeles, Califórnia. Seus pais, de origem armênio-iraniana, imigraram para os Estados Unidos devido ao surgimento da Revolução Iraniana. Ele foi o primeiro baterista do System of a Down. Andy está envolvido com música desde seus sete anos de idade. Seu primeiro instrumento foi um acordeom, e então o piano, e aos 12 anos, enfim, a bateria. Além disso, se divertia nas pick ups como DJ, desde os 15 anos. Andy juntou-se à banda em 1994, quando ainda se chamava Soil, convidado por Daron Malakian, com quem já havia tocado em outra banda anteriormente. Logo depois, passaram a se chamar System of a Down, onde Andy permaneceu até 1997, quando John Dolmayan assumiu as baquetas.

Quando os membros do System of a Down começaram a ficar mais ocupados com a banda, seu catálogo de músicas começou a aumentar e eles canalizavam cada vez mais energia para ela, eles não concordavam com o rumo que a banda estava tomando e de seus papéis nela. Começavam a haver divisões aparentes enquanto a banda se tornava mais ampla e definida. Eu tinha algo a expressar mais do que apenas sentar atrás da bateria, Andy contou à Kerrang!, numa rara entrevista logo após o lançamento de Toxicity. “Mas eu não acho que estava frustrado. Eu apreciava tocar bateria e o tipo de música que o System of a Down toca é tão ritmicamente orientada, que a bateria desempenhou uma parte significativa. Tenho orgulho em dizer que eu os ajudei nesse sentido”. Quando Andy quebrou o braço esquerdo pouco tempo antes de um show, uma explicação da história diz que Serj, Shavo e Daron tomaram a decisão de encontrar um novo baterista.

Eu não fui 'expulso' da banda, e essa é a verdade, Andy diz. Talvez as pessoas devessem parar de especular sem ter fatos. Eu deixei o System por causa de uma lesão e também por diferenças criativas. Eu queria cantar. Eles sabiam disso. Há algumas razões diferentes. Mas o que quer que tenha acontecido, aconteceu. Acho que se você perguntar a eles, provavelmente dirão a você que eles sabiam que eu queria cantar ou que eu queria estar à frente da banda. Nesse sentido, há provavelmente esse entendimento... Não há nenhuma inimizade entre nenhum de nós, pelo que sei.

A voz era um instrumento que Andy sempre quis utilizar, mas nunca tinha tido a oportunidade de experimentar até ter saído do SOAD. Depois de deixar o System of a Down, Andy formou The Apex Theory, tocando guitarra e cantando juntamente com Dave Hakopyan (baixo, ex-Soil), Art Karamian (guitarra) e Sammy J. Watson (bateria) em 1999. The Apex Theory tinha uma abordagem musical imaginativa semelhante ao System, subvertendo a fórmula rock usual ao incorporar jazz, drum’n’bass e música mediterrânea e do leste europeu, porém eles certamente não eram dublês do SOAD. Lançaram seu primeiro álbum Topsy-Turvy, em abril de 2002. Nesse mesmo ano, participaram dos festivais Warped e Ozzfest e fizeram uma turnê pelos EUA com a banda britânica Lost Prophets. Andy deixou The Apex Theory por “diferenças musicais”. A banda seguiu como trio com o guitarrista Art Karamian assumindo os vocais. No final de 2007, mudaram o nome para Mt. Helium e em 2008 lançaram seu segundo álbum, Faces.

Em 2004, Andy formou uma nova banda chamada VOkEE e passou a usar o nome Ontronik Khachaturian. Além de Andy, o VOkEE conta com Tedd (baixo), Colby (guitarra), Peter (bateria) e Brian Vasquez (programação) e possuem em sua discografia: Pré-Motional Songs (2005), Riding the Walls (2006) e Spoke in the Tongue (2007). Paralelamente ao VOkEE, em 2008, Andy voltou a tocar bateria na banda Lemonwilde, cujos outros membros são: Joseph (vocais), Ter (piano), Henry (baixo) e Lucas (guitarra). Entretanto, o retorno às baquetas não durou muito tempo.

Certa vez substituiu Serj nos vocais do System of a Down. Ele tinha ido assistir um show do SOAD no Troubadour quando Daron o chamou ao backstage e disse-lhe que Serj estava doente e não poderia se apresentar. Daron perguntou se Andy poderia cantar no lugar de Serj e ele pegou o CD e aprendeu as músicas ali mesmo no backstage, em 45 minutos.

Seus ex-companheiros de banda do System of a Down sempre relembram diplomaticamente quando perguntados sobre a partida de Khachaturian. Isso é bem profundo, Diz Shavo. Eu acho que Andy é um cara legal, mas às vezes pessoas legais não conseguem estar numa situação de trabalhar juntas. É melhor para elas serem apenas amigas. Ele é um baterista incrível e eu sempre acreditarei nisso. E eu adorava tocar com ele.

Atualmente Andy segue carreira solo como DJ usando o nome "OnTronik" como sua marca registrada. Confira o trabalho dele em: OnTronik.com

Links

Faceboook OnTronik - MySpace do VOkEE - MySpace do Mt. Helium

* Exclusividade Site of a Down - matéria por Lika Tankian