System of a Down Curiosidades Curiosidades em Geral

O primeiro show do SOAD foi dia 28 de maio de 1995, no "Roxy" de Los Angeles;

O maior público alcançado pelo SOAD em toda sua carreira, até então, foi no dia 02 de outubro de 2011 no Rock in Rio, Brasil, onde mais de 100 mil pessoas estavam presentes;

O nome da banda é vindo de um poema feito pelo Daron, "Victms of a Down", mas Shavo achou que "System" sairia melhor, mas havia outro motivo além deste: era pra que os CDs do SOAD ficassem na mesma fila dos do Slayer;

O Chop Suey não teve origem na China, como se imagina. Foi invenção de um chefe de cozinha da embaixada chinesa nos EUA. Em 1986, para agradar aos gostos de chineses e americanos durante os constantes banquetes;

A música "Soil" fala sobre um amigo deles que cometeu suicídio;

A música "Darts" permite a Serj expor suas crenças não-tradicionais;

Durante os atentados de 11 de setembro, o SOAD estava em Nova York. Quatro dias antes, foi realizado um show no Irving Plaza em Nova York, e um dia depois do atentado era para acontecer um show a poucos quilometros de distância dos escombros do prédio (cerca de 15 minutos), nos estúdios da NBC, GE Building. O show foi cancelado por razões óbvias.;

Uma curiosidade extremamente simples porém comprometedora: no disco "Steal This Album!" versão importada, a escrita da música "Nüguns" possui trema na primeira letra U. Agora pegue seu "Steal This Album!", versão nacional... cadê a trema?

No filme, "Não é Mais um Besteirol Americano" (Not Another Teen Movie), durante a partida de futebol americano, pode-se escutar de fundo a música "The Metro" (música sonoramente escrita pelo System Of A Down, ou seja, a canção original de autoria da banda de New Wave chamada Berlin) que, aliás, está no disco da trilha sonora do filme (a versão do SOAD);

No documentário "Fahrenheit 11 de Setembro" (Fahrenheit 09/11) em uma determinada cena do mesmo, pode-se notar a presença de um garoto andando de bicicleta com outro na carona. A mesma cena também pode ser vista no clipe da musica "Boom!", porém com exceção da presena do garoto que está na carona. O diretor do documentário foi Michel Moore, que também foi o diretor do clipe da música da banda.

Você sabe o significado da mão na capa do primeiro álbum do System Of A Down? Segundo informações não-oficiais, ela foi desenhada em um poster por Joh Heartfield.
Em 1920 ele pôs isso em um jornal Comunista, chamado "A Mão com Cinco Dedos". Isso simboliza habilidade das pessoas que se rebelam contra o totalitarismo. Serj uma vez também se referiu a isso com o significado "Cinco dedos para te foder". Mas não se sabe se esta é a sua real intenção;

Apesar de recriminar o governo turco, em razão ao genocídio armenio em 1915, o SOAD já marcou um show na Turquia. Em 01/11/1998 existia um show marcado para acontecer em Istambul, mas a banda em conjunto decidiu não realizar o show;

"Arto" é uma música escondida no Toxicity que vem após a canção "Aerials". Todos os quatro membros descendem da Armênia, um pequeno país ao sul da ex-União Soviética. "Arto" é um pedaço muito emocional do folclore Armênio e tem sua história.
John Dolmayan sobre "Arto": "O artista que participa nesta música é Arto Tunç Boyaciyan, também Armênio (o mesmo do Serart). Nós o convidamos para fazer percussões para esta música tradicional da Armênia."

Segue abaixo outras participações do musico Arto no System of a Down:

Na música "Bubbles" Arto canta o seguinte: "Bad men would have told us the lie";
Arto faz mais uma participação, desta vez na música "Science" da qual aos 1:40 min. ele canta "Sim hayastani de anush de im, arevaham barr nem sirum", que traduzindo para o português seria mais ou menos "Eu amo minas doces palavras com sabor do sol da Armênia";

No início da música "Chop Suey!", Serj fala: "We're rolling suicide";

Enquanto a banda escrevia "Toxicity", Daron e John brigaram de forma pesada. Daron lançou a guitarra na direção da cabeça do John, onde acabou não acertando. No ato, o John tentou pegar a guitarra, mas acabou acertando o cotovelo na boca de Daron, abrindo um corte de 15 pontos. Depois de perceber que estava machucado, Daron pegou a base do microfone, e acertou a cabeça de John, abrindo um corte de 18 pontos. Após o ocorrido, os dois foram juntos ao hospital, e segundo o Daron "esse foi um dos dias mais memoráveis da banda";

Qual o significado da expressão "Kombucha Murshroom People"? Eles não existem. A "Kombucha Murshroom" é uma bactéria, que é usada como medicina alternativa para pessoas com AIDS;

Boa parte de "Sugar" foi escrita por Shavo. Apenas a segunda parte da música ("I sit... My desolate room") já estava escrita por Daron em sua banda anterior, então eles mesclaram as duas partes;

A música "Toxicity" foi escrita por Shavo enquanto estava em seu quarto na casa de seus pais. Segue abaixo algumas palavras de Shavo sobre:

Eu escrevi "Toxicity" no meu quarto na casa de meus pais. Quando apresentei-a à banda, todos gostaram, mas deixamos de lado. Bem antes de finalizarmos o álbum, Daron disse: “Espere um pouco, lembram da música do Shavo?” e ele tocou-a. Tornou-se a música que deu o título ao álbum...

No início do clipe da música "Sugar" vemos um velho homem, que diz o seguinte:
Eu queria poder lhes falar mais notícias pertinentes, mas nós estamos num sistema de cotação (de popularidade) e o fator chave é 'sensacionalismo'... eles te fazem correr em círculos, de nove às cinco, de cinco às nove (vocês são meus)... eu lhes digo o que eles querem que vocês saibam e vocês consideram verdade?!? Ninguém está abrindo seus olhos! Nossa economia global está exaurindo o mundo de nossas vidas e recursos naturais. Você está feliz essa noite?? EU TRABALHO PARA O SISTEMA!!!

O solo da música "Beethoven's Cunt" do Elect the Dead (álbum solo de Serj), é idêntico ao solo da canção "Steamline" do Steal This Album!;

A música "War?" é um dos grandes 'hinos' do SOAD, que ao-vivo é simplesmente perfeita. Durante shows de 2005, 2006 e 2011 a banda fez novos e belos arranjos musicais e novos versos em sua interlude.
Segue abaixo o verso (traduzido) feito em um dos shows:

Soldados marchando
Acreditando que eles estão no fim
Vendo que não há julgamento
Acreditando que estão no céu
Nós devemos chamar por nossa brilhante escuridão
Nós devemos ser velozes através do rio do silêncio
Nós devemos romper os muros da violência
Nada mais vai nos atingir agora
Nós devemos chamar por nosso poder de violência
Nós devemos ser velozes através do rio do silêncio
Nós devemos romper os muros da violência
Nada mais vai nos atingir agora
Nós devemos chamar por nossa brilhante escuridão,
Convicções, elas são as balas dos maus,
Uma foi escrita na espada,
Pois você precisa entrar numa sala para destruí-la,
Segurança internacional,
Chamado do homem justo,
Precisa de uma razão para matar homens,
A História nos ensina assim,
A razão que ele deve alcançar,
Deve ser aprovada por seu Deus,
Sua criança, partidário irmão da guerra
Da guerra, nós não falamos mais,
Com suas AK-47 e M16! Nós lutaremos contra os gentios! Nós lutaremos contra os gentios!

Outra canção que ao-vivo também é diferente da versão lançada nos discos é "Violent Pornography", que recebe uma introdução com versos narrados por Daron Malakian. Abaixo estão alguns destes versos (em inglês):

No show Almost Acoustic X-Mas Radio KROQ (12/12/05)

Oh Baby, Oh Baby, It's a Violent Pornography, Chock n' Chicks and Sodomy...
Brought to you, by the same motherfuckers that bring Jesus Christ...
Brought to you, by the same people that give the fucks network...
Brought to you, by the same people that bring you George Bush...
Somebody save us, Where are you Jesus?
Jesus save us from your followers! ( 4x )
We're all going crazy here.
Is there a same person in the house.
We're the crazy people! ( 2x )
Will better be crazy
Do you hear them Jesus?
Scream for Jesus! ( 2x )
Somebody save us from you!

Em Sacramento-CA (09/10/05)

Well it's a violet pornography, choking chicks and sodomy, this kind of shit you see on the tv
Brought to you by the same people that bring you jesus christ
Brought to you by the same people that bring you george bush
Somebody save us, somebody save us
Where is the real jesus? where is the real jesus?
The churchs are screaming asshole ass
The churchs are screaming asshole ass, assholes ass....
Somebody save us.

Em Fresno-CA (10/10/05)

Well it's a violet pornography, choking chicks and sodomy, this kind of shit the jesus puts on your tv
Brought to you by the same people that bring you george bush
Brought to you by the same people that bring you bin laden
Brought to you by the same people that bring you terror and anthrax
Somebody save us, somebody save us
Where is the real jesus? where is the real jesus?
The churchs are screaming asshole ass
The churchs are screaming asshole ass, assholes ass....
SOS.....SOS......SOS.
Somebody save us.

Em 2010 o SOAD foi processado pela empresa Maxwood Music que reivindicou um ganho de 50% na composição de "B.Y.O.B.", dizendo que comprou os direitos do suposto co-autor da música Casey Chmielinski (Casey Chaos, do Amen). Após o apuramento do caso pela justiça americana, ficou determinado que o System possui todos os direitos autorais sobre a música. Confira mais informações sobre o caso clicando aqui;

No clipe de "War?", Serj começa falando algumas coisas antes da música. Entra a guitarra do Daron... e ele fala "Praise the Lord... Pass the Amunition". Será que ele já tinha idéia da letra desde aquele tempo? É uma musica patriotica feita por Frank Loesser em 1942, como resposta aos ataques de Pearl Harbor;

O System of a Down divide a posse dos direitos autorais de suas músicas igualmente (12,5%) entre os membros da banda, indiferentemente de quem realmente escreveu a música;

Psycho, groupie, cocaine, crazy... Psicopata, groupie, cocíana, louco...
Opa, groupie? Afinal, o que uma groupie? O termo groupie foi popularizado nos anos 60 para definir alguém cuja vida social girava em torno de encontros e perseguio à roqueiros. Derivou do inglês group (grupo). Numa tradução literal de groupie, seria algo como 'enturmada'. Hoje, o termo pode ter várias conotações, mas continua significando uma pessoa que persegue algum relacionamento com celebridades;