John Dolmayan critica comprovante de vacinação: ‘Tirania e escravidão mental’

John Dolmayan usou as suas redes sociais para criticar o mandato de obrigatoriedade de vacinas contra Covid-19 em Los Angeles, nos Estados Unidos.

O baterista do System Of A Down chamou a lei que torna imprescindível a apresentação do comprovante de vacinação de “tirania auto-imposta”. Dolmayan escreveu:

“Por que a história se repete das maneiras mais trágicas? As pessoas se esquecem de tirar proveito das lições do passado e ignoram os sinais de um futuro desastroso. Hoje fui a um restaurante em Los Angeles que tinha um segurança que exigia uma papelada para a entrada no local, observei dezenas de fregueses cedendo e mostrando seus “papéis”. As coisas realmente não mudam, não é mesmo? Contanto que você tenha uma máquina de propaganda forte e encontre uma maneira de retirar direitos básicos, mesmo que temporariamente, a maioria das pessoas fará qualquer coisa que lhes for solicitada para recuperar o senso de normalidade. O engraçado é que a três milhas a leste, em Glendale, a vida é muito mais livre e normal. A tirania auto-imposta e a escravidão mental estão desenfreadas e infestando muitos lugares no mundo inteiro. Tomara que essa loucura passe.”

Em outubro, o Conselho Municipal de Los Angeles aprovou um decreto que todos os cidadãos maiores de 12 anos devem apresentar um registro de vacinação físico ou digital em estabelecimentos comerciais, eventos e demais locais.

Confira abaixo a postagem original de John Dolmayan e a repercussão:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por John Dolmayan (@johndolmayan_)

Nenhum comentário