John Dolmayan declara apoio a manifestantes cubanos: ‘Desejo paz e liberdade’

POLÍTICA — Milhares de pessoas estão indo às ruas em Cuba desde o último domingo (11), em manifestações inéditas e históricas por diversas cidades contra o Governo local.

Com escassez de alimentos, remédios, proteção social e recursos financeiros, a ilha vive a pior crise econômica em três décadas, ocasionada principalmente pela pandemia. Os manifestantes reivindicam limitações às liberdades civis, bens essenciais e condições dignas de vida.

Em sua conta oficial no Instagram, John Dolmayan comentou sobre a situação e demonstrou apoio ao povo cubano. Palavras do baterista do System Of A Down:

“Desejo paz e liberdade àqueles que buscam os direitos humanos mais básicos. Agradeço àqueles que deram suas vidas para que outros pudessem viver em liberdade. Para aqueles que lutam pela liberdade em todo o mundo e para aqueles que lutam para proteger nossas liberdades neste país, saudações!

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por John Dolmayan (@johndolmayan_)

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, do Partido Comunista, afirmou em um pronunciamento feito na TV que os protestos estão ocorrendo por consequência das sanções econômicas que os Estados Unidos aplicaram.

“Todos esses temas que estão presentes na nossa sociedade e são motivo de insatisfação, qual é a origem deles? O bloqueio”, disse Díaz-Canel, sobre o embargo americano, endurecido no governo de Donald Trump e até agora mantido pelo atual presidente Joe Biden.

Até o presente momento, John Dolmayan foi o único membro do System Of A Down a se manifestar sobre o assunto.

Nenhum comentário