Shavo Odadjian relembra recepção hostil de fãs de Slayer ao System Of A Down

System of a Down

O dia 25 de outubro de 1998 ficou marcado como uma das piores datas da carreira do System of a Down. Durante um show em Katowice, cidade no sul da Polônia, a banda foi recebida de forma totalmente inusitada por fãs de Slayer.

Durante 40 minutos o SOAD foi insultado pelos espectadores que aguardavam a apresentação da banda como atração principal na arena Spodek. Diversos objetos e alimentos foram atirados no palco, incluindo um pão, que atingiu o rosto de Serj Tankian.

Em um bate-papo realizado na última quinta-feira (12) no YNK Podcast, apresentado por Mike Stud, o baixista Shavo Odadjian recordou a situação:

“É o Slayer, se você está abrindo para eles, os fãs não irão gostar de você. Não importa quem você seja, você não será o Slayer. Fãs do Slayer são muito hardcore. São tipo assim: ‘Eu não dou a mínima para isso, System de quê? O quê? Eles estão usando maquiagem?’

Sabe, costumávamos fazer todo tipo de teatro, isso vem do Kiss e bandas do estilo. Aprecio muito o trabalho do Kiss, não gosto de todas as músicas deles, mas eu busquei inspiração no que eles fizeram e na visão deles. Então, nós estávamos tocando músicas como ‘Sugar’ com delineador e maquiagem, e aqueles caras estavam prontos para ‘Raining Blood’, eles gritavam: ‘Foda-se esses caras!’ e nos vaiavam.

Mas acho que isso nos construiu, nos fez ser quem somos, eu juro, porque se isso não tivesse acontecido, provavelmente não teríamos coragem de ficar lá em cima no palco. Nós nunca saímos, eles nos vaiaram, mas nunca saímos. Isso nos direcionou.

Quatro meses depois, eles nos levaram à Europa pela primeira vez. Então a primeira turnê na América e a primeira na Europa foi com o Slayer. Eles simplesmente gostaram do fato de que não demos a mínima e continuamos fazendo misturas estranhas com metal, funky e todas as outras coisas que fazemos – valsa e polca, adoramos música, cara!”


À Revolver Magazine, Daron Malakian falou do Slayer como influência em sua carreira musical:

“Os materiais deles estavam em cena quando eu ainda estava começando e aprendendo a tocar guitarra. Slayer é uma das bandas que me ensinou a tocar. Eu ficava sentado ouvindo ‘Reign in Blood’, ‘Show No Mercy’ e ‘South of Heaven’. Era como uma religião para mim naquela época da minha vida, quando eu tinha em torno de 14 anos de idade. Quando o System apareceu pela primeira vez, as pessoas me pediam para explicar nossa música, e eu dizia: ‘É como se o Slayer e os Beatles tivessem um bebê”, risos. Eles são uma grande parte do meu estilo.’, disse o guitarrista do System Of A Down.

Nenhum comentário