Serart

Serart 01. Intro
02. Cinema
03. Devil's Wedding
04. The Walking X-periment
05. Black Melon
06. Metal Schock
07. Save The Blonde
08. Love Is The Peace
09. Leave Melody Counting Fear
10. Gee-Tar
11. Claustrophobia
12. Narina
13. Zumba
14. Facing The Plastic
15. If I Can Catch 404
16. I Don't Want To Go Back
Empty Handed
Quando mundos musicais colidem, uma esfera de som rico nasce. Esse é o caso de Serart, uma parceria entre Arto Tunçboyaciyan e Serj Tankian, que encontraram um denominador comum em sua origem armênia e paixão por explorações sônicas.

Nascido em uma pequena cidade próximo de Constantinopla, Turquia, o artista folk de vanguarda multi-instrumentista Arto Tunçboyaciyan apareceu em mais de 200 discos na Europa antes de chegar aos Estados Unidos, onde foi trabalhar com numerosas lendas do jazz, incluindo Chet Baker, Al DiMeola e Joe Zawinul, assim como uma parceria semi-regular com Paul Winter and the Earth Band. Arto também está à frente de sua própria banda chamada Armenian Navy Band.

Produzido por Serj e Arto, Serart foi o primeiro lançamento de Serj pelo seu Serjical Strike Records, um selo que busca oferecer um lar à nova música ousada e original. Um conjunto eclético de faixas substanciais, Serart mistura melodias médio-orientais com ritmos pan-africanos enquanto muda de temas clássicos para uma explosão de percussão. "O que gostei mais nessa experiência foi o fato de que tudo estava tão presente. Foi imediato. Não houve nada sobre o que pensar ali", diz Serj.

Serart encontra nestas duas pessoas, aparentemente muito diferentes, artistas criativos unindo-se por uma nova visão. Os dois se conheceram após a apresentação de Arto no Armenian Music Awards 2000. A amizade cresceu quando Arto apareceu no disco Toxicity (ele tocou na faixa escondida) e mais tarde floresceu numa parceria musical e o desejo de expandir seus respectivos vocabulários musicais, fundindo culturas e desafiando gêneros.

Na vibrante faixa de abertura, "Cinema", batidas de bateria e baixo ficam confortáveis com vocais rápidos e interlúdios jazz. "Love is the Peace" mistura sons de guerra (armas e bombas) com a voz assombrosa de Arto. A balada melancólica "Leave Melody Counting Fear", que mistura violão com um instrumento de corda chinês chamado guchin, é uma peça de centro de trágica beleza. Você encontrará um redemoinho de dance club em "Save the Blonde" e a assinatura socialmente consciente que é a palavra de Serj sobre um sentimento de floresta tropical em "Claustrophobia". "Outro ponto alto do álbum é "Narina", que conta com os vocais da cantora Jenna Ross.

Nada é previsível pois um senso de descoberta atravessa cada elemento do álbum. "A música é o som da minha vida. Não finjo liderar ninguém. Deixo isso para a imaginação da pessoa. O que tento expressar é amor, respeito e verdade", diz Arto.

Acesse: www.Serart.net // Fonte