Serj Tankian revela ter de nove a dez álbuns musicais prontos para serem lançados

Serj Tankian (solo)

Em entrevista concedida à emissora americana Fox 11, Serj Tankian falou sobre sua nova exposição artística que está em cartaz em Los Angeles, os prejuízos trazidos pela pandemia global e suas futuras (e muitas!) novidades musicais.

The Incandescent Pause‘ é o nome de uma experiência sonora e visual com 20 obras expostas na galeria Tufenkian Fine Arts, localizada em Glendale, em Los Angeles. Como complemento da exibição, o público precisa de apenas um fone de ouvido para ouvir as faixas musicais que o vocalista do System Of A Down compôs para cada arte.

Nos últimos seis anos, Tankian se ocupou explorando outras formas de arte.

“Durante anos, tive a ideia de compor pinturas musicais. No início, pensei em compor para pinturas de outros artistas, o que também poderia ser divertido e, então, um dia pensei comigo mesmo: ‘Eu tenho essa composição e realmente pretendo pintar algo. Por que não fazer esse trabalho?’. Felizmente gostei da minha primeira pintura. Do contrário, não teria continuado”.

A exposição estará em cartaz até o dia 16 de julho. Todas as pinturas de Tankian são acompanhadas de uma trilha sonora.

“Temos um app de reconhecimento óptico que preenche essa lacuna e permite que as pessoas em seus smartphones possam ouvir as pinturas. Isso foi importante para mim como compositor e como músico”, disse Serj.

Serj Tankian falou sobre os prejuízos, tanto profissional quanto de saúde, que a pandemia global de Covid-19 trouxe em sua vida. Ele explica:

“Foi desastroso para a economia mundial, para a renda das pessoas, para a nossa saúde. Tive problemas pessoais de saúde. Tinha tantas coisas planejadas para o ano. Marcamos 22 shows com o System, exposições de arte, estreias de filmes, lançamentos de álbuns, todas essas coisas – e de repente veio essa pausa involuntária. Ela realmente teve um fator de despertar e é esse o significado para mim – uma pausa – que realmente nos fez refletir e pensar. Saindo disso tudo, temos que dar o melhor de nós. Temos que melhorar como uma sociedade global”.

Serj Tankian aproveitou o período do lockdown para trabalhar de forma insaciável em novas composições. O músico revelou que, para este ano, tem uma quantidade que pode chegar a dez registros já finalizados para lançar.

“No início foi muito difícil ser criativo porque tudo estava negativo e meio desconcertante. Eu não consegui ser criativo. Você percebe que tem todo esse tempo disponível e, como artista, pensa: ‘Ok, eu tenho que fazer algo’. Então, em relação à quantidade de criação, tudo se tornou em um incrível momento, eu terminei cerca de nove ou dez discos musicais, pinturas e todas essas coisas. Iremos lançar tudo este ano”.

Finalizando, Tankian aborda sua arte da mesma forma que aborda sua música.

“Minha música sempre foi insubordinada e desafiadora – e às vezes rebelde. Eu pinto da mesma maneira. Não vejo o que as pessoas fazem, não pinto dentro dos parâmetros. Eu faço o que minha intuição me diz para fazer. Quando estou pintando, sou um artista livre. Minhas mãos vão para onde devem ir, não sei o que estou fazendo. Mas também nunca soube o que estava fazendo como músico, criava e estava confiante no fato de que estava vindo de um bom lugar”, disse Tankian. “Ainda estou na fase em que fico surpreso com o resultado. Estou perdido neste mundo exploratório, bonito e colorido. Sou grato”.

Nenhum comentário