Após lançamento de novas músicas, System Of A Down recebe ameaças de morte

System of a Down

Em recente material publicado pelo System Of A Down para falar sobre os lançamentos das novas músicas ‘Protect The Land’ e ‘Genocidal Humanoidz’, Shavo Odadjian fez um relato preocupante.

De acordo com o baixista, a banda vem recebendo diversas ameaças de morte por expor nas letras e no videoclipe do single ‘Protect The Land’ os impactos dos ataques coordenados pelo Azerbaijão (com apoio material turco) aos armênios nativos na região de Nagorno-Karabakh.

Odadjian declarou que as ameaças vêm de azeris e turcos através de lobistas, robôs virtuais programados e agências de mídias sociais, e que as ofensas estão sendo reportadas ao Twitter e Instagram, mas as plataformas alegam que as mensagens “não infringem” as regras de uso.

Ainda de acordo com ele, foi por estes motivos que celebridades como Justin Bieber, Elton John e Cardi B teriam desistido de apoiar a causa em suas respectivas redes sociais.

Armênio de origem, Shavo falou sobre a triste situação vivenciada:

Eu nasci lá, boa parte da minha família está lá. Os jovens estão na linha de frente. Toda manhã eu acordo torcendo para não receber uma mensagem da minha mãe dizendo: ‘Essa pessoa morreu’. Estamos protegendo a nossa terra, protegendo a nossa cultura, protegendo a nossa nação. Isso está virando uma guerra religiosa

Produtor do videoclipe de ‘Protect The Land’, Shavo Odadjian falou à Rolling Stone sobre a mensagem por trás do material:

Eu trouxe pessoas de todas as idades. No vídeo temos bebês, meus dois filhos, o Sumo Sacerdote de Los Angeles, médicos, motoristas de táxi e soldados. Ao mesmo tempo, temos pessoas em Artsakh filmando na linha de frente da guerra. Portanto, a mensagem é: “Sei que estamos a milhares de quilômetros de distância, mas estamos com nossas tropas e defendemos essa causa comum como armênios

Assista ao vídeo:

Nenhum comentário